[CAMPANHA #VETADILMA] A minha visão sobre o Ato Médico

Publicado: 1 de julho de 2013 em Campanha, Diversos, Fotos, Notícias, Política, Saúde

atomedico_conepg

Esse Projeto de Lei limita o acesso da população a outros serviços de saúde como serviços de Farmácia, Nutrição, Biomedicina, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Enfermagem, Educação Física dentre outros. Vale lembrar que pela constituição a população tem livre acesso aos serviços básicos de saúde. Não vamos permitir que um grupo de parlamentares retirem este direito do cidadão. Hoje são 4 milhões de profissionais da área da saúde a serviço da sociedade que poderão ser impedidos de atender sem o consentimento médico. Médico estuda Medicina, Fisioterapeuta estuda Fisioterapia, Nutricionista estuda Nutrição, Farmacêutico estuda Farmácia, Enfermeiro estuda Enfermagem, cada qual estuda sobre sua área, cada qual tem sua especialização, cada qual é o melhor naquilo em que atua e nenhum profissional tem o direito de interferir no serviço e na especialidade do outro.

Atitude ainda mais covarde foi a do Senado federal aprovar, na ‘surdina’ o PL do Ato Médico enquanto o Brasil estava de olho nas manifestações que ocorrem pelo país. Usaram o desvio de foco do Congresso para aprovar este PL que fere a autonomia profissional de, pelo menos, 13 categorias da área da saúde.

Após a aprovação os profissionais foram convocados através de seus Conselhos federais e Regionais, Associações e Sindicatos para irem as ruas contra o Ato Médico. Milhares foram mas pouco foi divulgado na mídia brasileira que, pelo visto, se vende ao corporativismo da classe médica que só pensa nela mesma. Em uma das reportagens enquanto cartazes de “Sim a Saúde, Não ao Ato Médico” apareciam em dezenas foi noticiado pelo repórter que o protesto era “contra a contratação de médicos estrangeiros para atuar no Brasil”, ou seja, a mídia é tão conivente com esse corporativismo que usa a manifestação contra o Ato Médico para defender a Classe Médica e nem sequer relata, nem escuta as reivindicações das outras 13 categorias da saúde. Claro que há exceções a Band mostrou a indignação de nós Profissionais da Saúde e mostrou o porque somos contra o Ato Médico, sem cortes, parabéns Band por não se vender como as demais emissoras.

Ai você que não é Profissional da Saúde me pergunta: “E o que eu tenho haver com isso?” Eu lhe respondo:

Esse ato nos ata e fere o livre direito do cidadão a todo e qualquer serviço de saúde básico no Brasil. Coloca os Médicos em um patamar acima, ferindo a autonomia das demais profissões, acabando com a multidisciplinaridade e interdisciplinaridade no sistema de saúde do país, e quem vai pagar por isso É VOCÊ. e sabe porque? porque VOCÊ terá que marcar uma consulta médica para consultar uma Nutricionista, um Psicólogo, um Fisioterapeuta, um Fonoaudiólogo dentre outros… enfim já imaginou o quanto as consultas aumentarão? quanto vai aumentar a demanda de pacientes? E as filas? Já imaginou?

E pela lei de proporção, quanto maior a procura maior é o valor, já imaginou o quanto encarecerá uma consulta médica? Já imaginou? Falam em chamar médicos de Cuba pela falta de médicos no Brasil, com o aumento de demanda já imaginou o quanto tempo você terá que esperar para ter uma consulta? Se os médicos não querem que tragam outros Médicos de Cuba para atuarem no Brasil como querem pegar atos que não são exclusivos deles? Já falta Médicos no país o CFM ainda quer que antes de consultar outros profissionais da saúde passem antes por um Médico para se ter uma simples assinatura? Isso aumenta a burocracia, tira a autonomia das demais profissões e principalmente aumenta o tempo de espera na fila do SUS e também dos Planos de Saúde. E enquanto muitos morrem nas filas estes terão que esperar ainda mais por conta de outros que terão que consultar um médico apenas para ter uma assinatura, pois o tratamento e a consulta poderia ser feita por outro profissional, sem a necessidade de se passar por um Médico antes. Desta forma imagine o tanto de MORTES que poderá se ter com a publicação deste Ato Médico no Diário Oficial da União. Imaginou? Pois é, é este o Brasil que os seus representantes querem, um Brasil Monopolizado e Medicalizado, porém não Humanizado nem Saudável. Este é um ATO que nos ATA, o que nos resta é esperar pelo VETO da Presidente Dilma, algo muito difícil mas não impossível.

Enquanto houver sonho nós vamos gritar, enquanto houver voz nós vamos sonhar.

Não permita que coloquem a saúde como um todo na responsabilidade apenas dos médicos, lute conosco pela liberdade de serviço e pela autonomia de cada profissional da área da saúde. DIGA NÃO AO ATO MÉDICO. #VETADILMA

Não sou contra os Médicos, sou contra o Projeto de lei do Ato Médico defendido pelo Conselho Federal de Medicina, mas se estes querem a aprovação deste PL, tudo bem? basta ficarem no mínimo mais 60 anos em período integral para estudarem TUDO o que as demais profissões aprendem em suas graduações. Só assim os Médicos serão capazes de “prescrever” terapias e tratamentos aos demais profissionais. Que a Medicina seja sim regulamentada, porém sem ferir a autonomia das demais profissões da área da saúde, afinal somos AUTÔNOMOS.

Sobre o Ato Médico só posso dizer: retrocesso, indignação, vergonha. Somente isso que posso dizer, quem sai perdendo é a população, não apenas nós profissionais da saúde. É o Brasil a beira do caos, é um Brasil que não me representa.

Maikon Mendes Miranda

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s