Posts com Tag ‘2010’

Foi divulgado na noite do dia 31 de dezembro, durante as comemorações do Reveillon na praia de Copacabana, a logomarca oficial dos Jogos Olímpicos RIO 2016. A logomarca foi guardada a 7 chaves com um avançado sistema de seguranaça para que nenhum detalhe fosse revelado antes da grande festa. E o mistério foi revelado nada menos que no maior Reveillon do mundo na praia de Copacabana pouco antes do momento da virada. Cerca de 2 milhões de pessoas que estavam na praia de Copacabana acompanharam o lançamento ao vivo. Diversas autoridades também estiveram presentes no evento. O Reveillon de Copacabana na virada de 2010 para 2011 teve como tema a “Década de Ouro” exatamente por ser a década em que a cidade maravilhosa sediará a Copa do Mundo 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016. Confira o vídeo de lançamento da logomarca oficial dos Jogos Olímpicos de 2016 abaixo:

Relembre também os vídeos da campanha do Rio para os Jogos Olímpicos clicando AQUI

Viva essa paixão!

A galera do Café Comédia resolveu comemorar o novo ano com nada mais nada menos que uma música retratando todos os melhores momentos (ou não) de 2010 em um estilo bem despojado e engraçado. O resultado desse novo projeto é a música que você confere abaixo:

E a Dilma venham ai olê olê olá, e o Silvio tá falindo olê olê olá 😀

uma seleção incrível, um ótimo vídeo, confiram:

Seria uma ‘puta falta de sacanagem’ terminar o ano sem conferir isso 😀

Hoje é dia de Retrospectiva 2010 na Rede Globo, e porque não aqui também?  oO’

Portanto trago a vocês, queridos leitores desse solitário blog, uma retrospectiva engraçada e pouco convencional com o grande humorista Bruno Motta enfatizando os melhores (ou piores) momentos do ano de 2010:

Feliz 2011 õ/

É, 2010 está chegando ao fim e junto com ele ficarão as lembranças de um ano memorável, perfeito em vários sentidos, um ano que eu pude dizer que VALEU A PENA. Um ano de realizações, de conquistas, de boas descobertas e de grandes surpresas. Um ano movido pelo destino, que o tratou de forma primorosa. Um ano de conquistas no meio acadêmico, com diversas apresentações de trabalhos, com participação em organização de diversos eventos e com participação em grandes congressos a níveis estaduais e nacionais. Um ano espetacular também no movimento castorístico, sendo eleito Presidente do Clube de Castores de Guaçuí, tendo a honra de cumprir pelo segundo mandato o cargo de Presidente Regional do LC-11 e sendo nomeado pela Presidente da Associação Nacional de Clube de Castores (ANCC) como Assessor nacional de Convenções, mas nada foi tão gratificante nesse ano dentro do movimento castorístico como a oportunidade de ser Organizador Geral da XXXIX Convenção Nacional de Clube de Castores que ocorreu na cidade de Guaçuí-ES, foi um momento único que reuniu jovens castores de diversas regiões do país. Conhecer as novas culturas e conquistar as amizades que conquistei naquele momento não tem preço.

2010 foi um ano de viagens, pude conhecer lugares novos, matar a saudade de outros, mudar de cidade, foi um ano de estrada. Visitei várias cidades do ES e ainda passei pelos estados de MG, RJ e SP. Pude matar a saudade da querida Espera Feliz em Minas Gerais, berço de minha família, terra em que meu pai nasceu. Pude conferir um jogo do atual campeão brasileiro Fluminense ainda no campeonato carioca, conheci Campos-RJ e a cidade imperial de Petrópolis que respira a Europa, pois não parece estar no Brasil, cidade em que pude conferir um inesquecível show das ‘Meninas Cantores de Petrópolis’. Fui ao Rio, na Ilha do Governador, para a Instalação de Gabinete do LC-01 e LC-11. E claro, fui a Sampa, cheguei a Ribeirão Preto, a melhor viagem de minha vida, o Texas do Brasil está lá. E em Ribeirão tive grandes momentos, fomos a Chopperia Pingüim, ficamos em um belíssimo hotel, tomamos café com o Dedé Santana, fomos a Cachaçaria Água Doce, ao Theatro Pedro II conferir a Orquestra Filarmônica de Ribeirão Preto e aproveitamos ao máximo o XXIV Congresso Brasileiro de Anatomia, e isso claro muito bem acompanhado de meus amigos monitores, do saudoso Professor Luciano e da galera incrível de Goiás. São momentos inesquecíveis e inapagáveis.

2010 foi um ano de mudanças, sai de casa em Guaçuí e fui morar em Cachoeiro de Itapemirim a terra do Rei Roberto Carlos. Uma mudança fundamental e acertada. Além da aparente independência encontrei lá o povo mais louco que esse planeta conhece, e em apenas seis meses na República Billi House já tenho muitas histórias pra contar. E podem ter certeza que uma casa com Billi Jean (Dennys), Trupizupe (Luan), Aguimô (Mateus) e Chico Xavier (eu) é tudo, menos uma república normal.

2010 foi um ano em que conheci incríveis pessoas como o maravilhoso povo do nordeste, vindos lá de Pernambuco das cidades de Ouricuri, Araripina e Petrolina. Povo este que me deu a honra de suas presenças durante a Convenção Nacional dos Castores em Guaçuí-ES, povo este que viajou quase 30 horas para resgatar o movimento, povo este que pra mim é como irmãos, uma família. Conheci também o incrível povo carioca que também veio na Nacional e que nos recebeu tão bem quando eu fui à cidade maravilhosa, um povo de fibra, um povo forte, na qual tenho grande saudade. Os calouros, como foi bom poder conhecê-los e importuná-los, e espero que essa amizade continue mesmo depois das monitorias, já que eles não terão mais anatomia, espero sinceramente que o sucesso seja o futuro de cada um.

Mas eu não poderia terminar esse texto sem falar desse povo que mudou a minha vida lá em Ribeirão Preto. Como falar de 2010 sem falar de Goiás? Como falar de 2010 sem lembrar o povo goiano? Povo este que me encantou  naquele sábado, dia 09 de outubro de 2010. Não tem como lembrar desse ano sem lembrar desse povo, não tem como não lembrar de Goiás.

Santo pingüim gigante que fez com que nos conhecêssemos, bendito seja aquele Pinguim. Cada momento que vivi em Ribeirão junto a vocês, no Cinema D, na cachaçaria, no Theatro, no Centro de Convenções, cada momento foi único e inesquecível. Saibam que Goiás deixou sua marca em mim (e não foi só a marca de gelo causada pela Istela), uma marca de carinho, uma marca de saudade, uma marca de amor. Como eu tenho saudades das gurias goianas, como eu tenho saudades da Juh, da Gabi, da Vanessa, da Daianne, da Istela e principalmente da Fabiana, ou Fabi, ou simplesmente Sandy que é como eu  a chamei durante todos aqueles dias (e ainda chamo, e não apenas eu). Aquela viagem me ressuscitou e grande parte desse feito eu devo a vocês, devo ao belíssimo povo de Goiás. E hoje se eu estou feliz, é por conta disso, afinal hoje eu tenho a Sandy, tenho tudo que eu preciso. E hoje tenho certeza que tudo aquilo que vivi junto a esse povo goiano foi o melhor que me ocorreu nesse ano de 2010, foi o melhor que me ocorreu nessa vida. E nesse ano que foi  nota 10 tive como o melhor dia de minha vida nada menos do que o inesquecível dia 10 de outubro de 2010 ou simplesmente 10/10/10. Um dia que que supera a numerologia, que tem um significado todo especial, um dia incrível, que valeu a pena, que continua valendo e sempre vai valer, um dia nota 10.

Agora olhando para trás e vendo tudo que me aconteceu eu só tenho a dizer uma coisa: obrigado! Muito obrigado a todos que de alguma forma estiveram comigo neste ano que passou, obrigado a todos por me ajudarem quando precisei, por se calarem quando o silêncio era o melhor remédio, por me fazerem rir, por me fazer chorar, por me dar conselhos mesmo que eu não os seguisse, muito obrigado mesmo. Agradeço profundamente a cada um que, de alguma maneira, me ajudou a ter feito de 2010 um ano que deixará saudades, ou simplesmente, O MELHOR ANO DA MINHA VIDA!

Que venha 2011, e que ele seja melhor que 2010 e pior que 2012. E que todos nós possamos comemorar ainda mais no próximo dezembro e que até lá eu já possa dizer que eu sou um FISIOTERAPÊUTA.

Um próspero e feliz ano novo a todos nós 😀

Uma bela canção do saudoso Rei do Pop Michael Jackson que alertava a todos sobre os males do mundo. Vale a pena lembrar:

tempos depois essa música foi regravada pela banda Roupa Nova em uma versão em português com o nome de “A Paz“:

é hora de mudar o mundo não acham?

 

Você conhece o homem, mas não conhece sua história. A belíssima cinebiografia do grande estadista, parlamentarista, artista e palhacista Tiririca. O homem que virou palhaço, o palhaço que virou famoso, o famoso que virou deputado. Confira agora essa comovente história:

Estréia dia 1º de janeiro em Brasília-DF

No sábado passado, dia 25 de setembro de 2010, ocorreu a 20ª edição da “Festa do Rei Jesus” em Cachoeiro de Itapemirim, uma das mais tradicionais festas religiosas da região. Nesse ano o evento foi realizado pela primeira vez no Parque de Exposições de Cachoeiro de Itapemirim, localizado no Bairro Aeroporto. Todo o ano a festa traz um tema de impacto e nesse ano foi com foco nas drogas, um mau que assola a juventude brasileira atualmente.

Eu estive presente e pude sentir na pele os erros e acertos da organização do evento. São essas minhas opiniões que vocês conferem agora:

PRÓS:

1- A escolha das bandas nesse ano foi excelente. Trazer para a região bandas como Rosa de Saron, Anjos de Resgate dentre tantas outras bandas de destaque nacional em apenas uma noite foi com certeza um dos grandes acertos da organização;

2- A estrutura acústica dentro do parque de exposições também foi um acerto da organização. 3 palcos e a ‘Cristodance’ em apenas um local, de forma harmoniosa e respeitosa. A acústica ficou incrível de forma que diversas bandas tocassem cada um em um palco sem atrapalhar a outra atração;

3- A proibição de bebidas alcoólicas e uso de drogas possibilitou a tranquilidade durante todo o evento;

4- O tradicional uso de camisas padronizadas durante o decorrer do evento possibilitou uma maior segurança, evitando entrada de vândalos;

5- O trabalho voluntário de diversas pessoas de diferentes comunidades da região possibilitou um maior contato entre a organização e os participantes do evento;

6- A gravação do DVD da Banda Rezza foi um dos diferenciais do evento esse ano, ainda mais para aqueles que nunca haviam presenciado a gravação de um DVD;

7- A moeda padrão do evento mostrou-se mais uma vez que é um grande aliado para a segurança fiscal do evento;

8- Os equipamentos de imagem de alta definição chamaram a atenção de muitos durante o evento,  dando um toque especial durante as apresentações no palco principal;

9- Mas o momento mais emocionante e aguardado do evento foi o da adoração. O momento da adoração foi o ponto alto da festa e fez vários participantes se emocionarem. A procissão partindo da capela até o palco central com uma trilha sonora especial fez diversas pessoas chorarem. Foi um momento marcante, um momento divino. A organização teve seu grande acerto nesse momento, que foi curto mas bastante produtivo.

CONTRAS:

1- Apesar da boa estrutura acústica nem tudo foi perfeito dentro da exposição. Os banheiros não eram suficientes e a fila era enorme. Havia filas para tudo, para trocar o dinheiro vivo em moeda padrão do evento, para comprar salgados, para comprar refrigerantes, para comprar doces, até para sair do evento tinha fila. Tanta fila acabou trazendo um certo estresse a alguns participantes.

2- Apesar dos equipamentos de imagem de alta definição que se tinha no palco principal a sonoplastia não teve o mesmo resultado, principalmente durante a gravação do DVD da Banda Rezza onde as vezes, por conta do equipamento de som, era impossivel saber o que o vocalista estava cantando.

3- A demora na entrega das camisas deixando apenas para a última semana e mesmo assim não entregando durante todos os dias (na quarta e sexta faltaram camisas) acabou gerando uma grande fila também na Praça de Fátima. Houve relatos de espera de até 1 hora para conseguir pegar uma camisa.

4-  Ao que pareceu o número de pessoas trabalhando no evento nesse ano não foi o suficiente para atender de forma correta o grande número de participantes do evento, mas isso deve ser um reflexo pela primeira “Festa do Rei Jesus” a ser realizada no parque de exposições.

5- Mas o grande erro da organização esse ano foi fora do parque de exposições onde ocorria o evento, o grande erro ocorreu no portão de entrada onde milhares esperavam para entrar. A fila na entrada do parque de exposições era enorme, e dava voltas e mais voltas, parecia que não tinha fim. Esperei por mais de 3 horas nessa fila (houve relatos de até 5 horas) o que me custou o show que eu mais esperava, o do ‘Anjos de Resgate’, que tocava e animava os presentes dentro do evento enquanto eu esperava na fila do lado de fora. Dos vários portões de entrada que haviam no local apenas um era usado para o público em geral, e para vistoria de cada um na entrada havia apenas um para homens e outra para mulheres o que deixava ainda mais lento o fluxo de pessoas para dentro do evento. Os que foram de caravanas e os que trabalharam durante o evento conseguiram uma entrada rápida e sem estresse o que tornou ainda mais desleal o tratamento entre diversos participantes. Foi estressante ter que esperar por tamanho tempo em uma fila sabendo que vários portões que poderiam ser usados estavam simplesmente fechados. Fora o desrespeito de alguns na fila onde os que acabara de chegar tomavam o lugar dos que esperavam a horas. Tudo isso graças a falta de segurança e de organização nas filas do lado de fora do evento, um erro trágico da organização que desmotivou muitos a irem na edição do próximo ano. Só espero que na próxima edição seja diferente, mas por via das dúvidas na próxima eu vou de caravana.

Enfim, no resumo os prós superaram os contras e a “Festa do Rei Jesus 2010” foi um sucesso, o show do Rosa de Saron foi incrível, a gravação do DVD da Banda Rezza também. Foi um belíssimo evento onde todos comemoraram a presença do verdadeiro anfitrião, o Rei Jesus.

Um festa tradicional em Cachoeiro de Itapemirim, com seus erros e acertos como qualquer evento, mas que no geral nos trouxe a alegria e a paz de poder viver esse incrível momento. Ano que vem se Deus quiser estaremos de volta para mais uma vez curtir e cantar na presença do Rei Jesus.

Olá caros leitores desse solitário blog, não tão solitário assim. Ontem, dia 27 de agosto de 2010, esse blog atingiu mais uma meta, uma marca na qual não imaginava ser alcançada tão rapidamente. Ontem esse blog chegou a marca de 50.000 visitas, dessas quase 20.000 apenas no mês de agosto. Muito obrigado a todos que acessam esse blog, que comentam, que me enviam tweets elogiando, enfim muito obrigado a todos. O que procuro fazer aqui é passar um pouco mais de ânimo e disposição aqueles que de certa forma necessitam, na verdade todos nós necessitamos, mesmo que um pouco, de ânimo e disposição todos os dias. Faço desse espaço um local onde posso repassar um pouco de humor que encontro por esse universo virtual e também minhas opiniões e pensamentos sobre o que acontece em nosso meio. Faço desse um espaço pessoal não tão pessoal assim onde falo de mim, de outros, de coisas, mas sempre visando um destinatário, você. Me lembro como se fosse ontem do dia em que criei esse blog em setembro do ano passado. Lembro que começou tendo 60 visitas no primeiro mês e agora, só no mês de agosto, já tem um total de quase 20.000 visitas. E é isso, esse blog completa 1 ano no próximo mês mas o presente de aniversário veio antecipado. Obrigado.

Rumo as 100.000 visitas õ/ 😀

Bom galera, já mostrei a vocês duas músicas que fazem parte da trilha sonora oficial da copa, que foram as músicas The Celebration Mix e Oh Africa. Pois bem, agora lhes apresento outra música que também está na trilha oficial da Copa do Mundo da África. Se trata da música Waka Waka (Time For The Africa) cantada por nada menos que a cantora colombiana Shakira (que por sinal também participou da trilha sonora da última Copa do Mundo na Alemanha). Ela deverá ser a atração da final da Copa da África. Confiram dois dos diversos clips desta música disponíveis na internet:

Waka, Waka