Posts com Tag ‘curiosidade’

Até mesmo no premiado filme “O Senhor dos Anéis” o tão sofrido estagiário deixou sua eterna marca. Confira:

Bom, pelo menos a hora Gandalf não perde…

Estagiário é tenso (pra não dizer outras coisas) PS.: eu sou um atualmente 😀

também vi no inteligente blog Pior Seria se Pior Fosse

Anúncios

Não, eu não sou machoneiro, só achei curioso 😀

vi no Pior Seria se Pior Fosse

O fim dos tempos chegou. E tem dia e hora para acabar: 21 de dezembro de 2012.

De acordo com o calendário maia, que se inicia em 11 de agosto de 3114 a.C, existem ciclos de criação e destruição do planeta, que duram aproximadamente 1040 anos; ainda de acordo com este calendário a Terra está no quarto ciclo do Sol, que de acordo com a profecia maia se encerraria com uma chuva de sangue e fogo, seguidos pela fome. No entanto, isso não significa fim do mundo, mas uma série de transformações lentas e continuas que formam o encerramento de um grande ciclo.

Além disso, se formos analisar o calendário romano, veremos que há um erro de cálculo. Quando na Idade Média, o monge Dionisio foi estabelecer o calendário cristão com base no romano (vide a fundação do Império como ano 1), baseado em seus calculos, fixou o nascimento de Cristo no ano de 754 da Era Romana, quando o correto seria em 749. Há inclusive inúmeros estudos e relatos que corroboram esse fato; de acordo com professor Charles Perrot, do Instituto Católico de Paris, em entrevista à revista Le Point:
[…] segundo um amplo consenso de exegetas, o ano de nascimento de Jesus deveria situar-se um pouco antes da morte de Herodes, O Grande. Ora, segundo os dados numismáticos, astronômicos e, sobretudo textuais, Herodes deve ter morrido no dia 11 de abril do ano 4 a.C. […] O nascimento de Jesus terá sido provavelmente entre os anos 6 e 7 a.C. […]. Logo, de acordo com estes calculos estaríamos no ano de 2015.
Portanto, ao contrário de qualquer alarde, 2012 já passou, sem que o mundo tenha acabado. Nenhuma chuva de meteoros, ou dilúvios atingiu a Terra. Em vez de se alardear um fim fantástico, seria mais sensato o homem lançar um olhar mais atento a realidade que o cerca, e perceber as inúmeras catástrofes, em grande parte fruto de sua ação, ocorrendo ininterruptamente.

De qualquer modo, Feliz 2015!!!

Fonte: blefesebreques.blogspot

Você sabe quanto custa o Quilo do Orégano??? leia o texto abaixo que voce vai descobrir…

Outro dia, entrei num supermercado para comprar orégano e adquiri uma embalagem (saquinho) do produto, contendo 3 g, ao preço de R$ 1,99. Normalmente esse tipo de produto é vendido nos supermercados em embalagens que variam de 3 g a 10 g. Cheguei em casa e resolvi fazer os cálculos e constatei que estava pagando R$ 663,33 pelo kg do produto. Será que uma especiaria vale tudo isso ? Agora, com mais este exemplo abaixo de produtos vendidos em pequenas porções, fico com a sensação que as indústrias se utilizam “espertamente” desse procedimento para desorientar o consumidor, que perde totalmente a percepção real do valor que está pagando pelos produtos. Acho que todos os fabricantes e comerciantes, deveriam ser obrigados por lei (mais uma?) a estamparem em locais visíveis, os valores em kg, em metro, em litro e etc. de todas e quaisquer mercadorias com embalagens inferiores aos seus padrões de referências. Entendo que todo consumidor tem o sagrado direito de ter a percepção correta e transparente do valor cobrado pelos fabricantes e comerciantes em seus produtos. VEJAM O ABSURDO: Você sabe o que custa quase R$ 13.575,00 o litro? Resposta: TINTA DE IMPRESSORA! VOCÊ JÁ TINHA FEITO O CÁLCULO? Veja o que estão fazendo conosco. Já nos acostumamos aos roubos e furtos, e ninguém reclama mais. Há não muito tempo atrás, as impressoras eram caras e barulhentas. Com as impressoras a jatos de tinta, as impressoras matriciais domésticas foram descartadas, pois todos foram seduzidos pela qualidade, velocidade e facilidade das novas impressoras. Aí, veio a “Grande Sacada” dos fabricantes: oferecer impressoras cada vez mais e mais baratas, e cartuchos cada vez mais e mais caros. Nos casos dos modelos mais baratos, o conjunto de cartuchos pode custar mais do que a própria impressora. Olhe só o cúmulo: pode acontecer de compensar mais trocar a impressora do que fazer a reposição de cartuchos. VEJA ESTE EXEMPLO:
Uma HP DJ3845 é vendida, nas principais lojas, por aproximadamente R$170,00.. A reposição dos dois cartuchos (10 ml o preto e 8 ml o colorido), fica em torno de R$ 130,00. Daí, você vende a sua impressora semi-nova, sem os cartuchos, por uns R$ 90,00 (para vender rápido). Junta mais R$ 80,00, e compra uma nova impressora e com cartuchos originais de fábrica. Os fabricantes fingem que nem é com eles; dizem que é caro por ser “tecnologia de ponta”. Para piorar, de uns tempos para cá passaram a DIMINUIR a quantidade de tinta (mantendo o preço). Um cartucho HP, com míseros 10 ml de tinta, custa R$ 55,99. Isso dá R$ 5,59 por mililitro. Só para comparação, a Espumante Veuve Clicquot City Travelle custa, por mililitro, R$ 1,29. Só acrescentando: as impressoras HP 1410, HP J3680 e HP3920, que usam os cartuchos HP 21 e 22, estão vindo somente com 5 ml de tinta!
A Lexmark vende um cartucho para a linha de impressoras X, o cartucho 26, com 5,5 ml de tinta colorida, por R$75,00.Fazendo as contas: R$ 75,00 / 5.5ml = R$ 13,63 o ml. > R$ 13,63 x 1000ml = R$ 13.636,00
Veja só: R$13.636,00 , por um litro de tinta colorida. Com este valor, podemos comprar, aproximadamente:

– 300 gr de OURO;
– 3 TVs de Plasma de 42′;
– 1 UNO Mille 2003;
– 45 impressoras que utilizam este cartucho;
– 4 notebooks;
– 8 Micros Intel com 256 MB. Ou seja, um assalto !

Como diz o @pilandia, Circo Brasil, aqui o Palhaço é você!!!

Vi no blog Pior Seria Se Pior Fosse

Confira esse incrível e decepcionante gol contra ocorrido em uma partida de futebol válido pela terceira divisão do campeonato irlandês. No jogo Melville Celtic x Ballymahon B o goleiro do Melville não teve, digamos, uma boa pontaria. Confiram:

INACREDITÁAAAAAVEL!! o_O’

Vejam o que esse cara conseguiu fazer de cima de um prédio:

Nesse mundo tudo é possível =D

Apenas vejam, o vídeo fala por si…

Wooooou, hi hi 😀

Alguém conhece a pequena cidade de Guaçuí-ES?

Pois bem, Guaçuí é a terra em que nasci e onde eu vivo, terra que foi tema de uma crônica de Márcio Cotrim, jornalista do Correio Braziliense, publicada no Caderno C, do sábado, dia 01 de março de 2008.

leiam:

Na verdade o nome Guaçuí, de acordo com uma historiadora que levantou há poucos anos esta questão, significa “Águas pequenas”. A terminação “í” em questão significa pequeno.

A definição de “Pequeno Veado” (e não “veado grande” como relata a crônica), ocorreu mesmo na região e na própria cidade sendo relatada e contada por muitos até hoje (eu mesmo sofro um pouco por conta da história da cidade na faculdade). Mas a cidade supera tudo isso, tendo como apelido “A Pérola do Caparaó”, acho que esse apelido já agrada e engrandece a cidade por si só. Para quem quiser conhecer Guaçuí vale a pena, pois é uma cidade muito bonita e com um povo muito agradável.

Mesmo com alguns erros que são normais eu gostei da cronica pois não é ofensiva e sim explicativa. Portanto, como guaçuiense, apenos torno mais explicativo e complemento a crônica de Márcio Cotrim.

Chester's vivos antes de ir para o forno

Sim, o chester existe. Ele é um frango com peito e coxas rechonchudos, mas com pouca gordura. Segundo a assessoria de imprensa da Perdigão, que detém o registro da marca chester, 70% da carne é concentrada nesses dois locais. A ave atinge sua idade de abate pesando cerca de quatro quilos.

A empresa enviou ao exterior dois de seus principais técnicos especialistas em avicultura com a missão de procurar uma nova linhagem. Em sua busca, encontraram uma empresa que trabalhava suas aves com o objetivo de melhorar o resultado das carnes e que havia desenvolvido uma ave tipo roaster, com maior quantidade de carnes nobres. Então foi comprado este pacote genético que permitiria introduzir a criação das aves no Brasil. No final da década de 80, por questões de proteção sanitária, foi desenvolvido um projeto para construção de uma nova granja exclusiva para pesquisa e desenvolvimento genético da ave chester. A nova granja foi inaugurada em 1992, em Arceburgo (MG). Apenas os melhores animais são selecionados para a reprodução com base no acompanhamento criterioso de cerca de 45 informações. Com o processo de melhoramento genético, as características importantes que dão identidade à ave são melhoradas, geração após geração, e transmitidas aos filhos.

Redação Terra